Mutirão de Ultrassom atinge a marca de mil exames realizados

1 MUTIRÃO DE ULTRASSOM 2

Mais 150 exames devem ser realizados no próximo final de semana

Em pouco mais de um mês, o mutirão de ultrassom atendeu a 1004 pacientes que estavam na fila há meses e em vários casos, há anos, à espera do atendimento. “É um resultado muito satisfatório, porque sabemos de casos que estavam aguardando desde 2014 pelo exame e o mutirão tem exatamente este objetivo, de desafogar a fila, dar mais agilidade ao atendimento de quem precisa do exame e consequentemente, diminuir o tempo de espera”, afirmou o secretário adjunto de Saúde, Flávio Togni de Lima e Silva.

Com início no dia 26 de agosto, o mutirão de ultrassom é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde em parceria com o Cismarpa – Consórcio Intermunicipal de Saúde Microrregião do Alto Rio Pardo. Os exames são agendados para pacientes já com pedidos médicos e na fila de espera pelo atendimento. No próximo final de semana, a previsão é realizar mais 150 exames. Um dado preocupante é a alta taxa de absenteísmo, mesmo para um serviço esperado por tantas pessoas. A cada semana, pelo menos 10% dos pacientes agendados não comparecem. “O ideal é que no ato da marcação, o paciente já avise, caso não possa comparecer ou não tenha mais interesse em realizar o exame, este é um direito que ele tem. Quando o paciente aceita o agendamento e não comparece, ele prejudica outros que estão na fila, à espera do mesmo serviço”, explicou Flávio.

O ultrassom é um exame importante e utilizado para diversos diagnósticos. O mutirão inclui 20 diferentes tipos: mama, obstétrico, ortopédico, próstata, escrotal/testículos, transvaginal, articulação, tireoide, aparelho e vias urinárias e rins, fígado, pélvico, inguinal, cervical, pescoço, sub mandibular, partes moles e de abdômen – total, superior, parede e inferior pélvico. Os exames são realizados no CIIM – Centro Integrado de Imagem. Os critérios para agendamento incluem cronologia, ou seja, período de espera e aspectos clínicos de cada paciente, avaliados pelas equipes médicas. “Com este atendimento mais acelerado graças ao mutirão, a gente espera em breve esvaziar a fila e aí os exames de ultrassom entram na normalidade”, finalizou o secretário adjunto de Saúde.

Tags: , , ,

No comments yet.

Leave a Reply