Nova sala de vacina é aberta no Caio Junqueira

Estrutura inclui câmara fria com gerador de energia, pia, maca e profissional de enfermagem capacitado para atender em sala de vacina

Estrutura inclui câmara fria com gerador de energia, pia, maca e profissional de enfermagem capacitado para atender em sala de vacina

Os moradores do Caio Junqueira não precisam se deslocar mais para vacinação. Começou a funcionar na Unidade Básica de Saúde do bairro, que fica na Rua Mangueira, 262, a nova sala de vacina. “No final do ano nós descentralizamos o atendimento, transferindo a equipe que atendia na unidade do Nova Aurora, para uma nova unidade no Caio Junqueira, mas neste primeiro momento, a sala de vacina não foi aberta. Agora, conseguimos equipar a unidade com mais este serviço”, explicou Heloisa de Moura Lessa Barroso, apoiadora da Atenção Básica.

A estrutura inclui câmara fria com gerador de energia (para garantir a conservação das doses em caso de quedas temporárias de fornecimento de eletricidade), pia e maca. Todo profissional – técnico de enfermagem ou enfermeiro – que atua nas salas de vacina, precisa, antes, passar por um curso de 40 horas. No Caio Junqueira, o responsável pelo atendimento é o enfermeiro Jurandir Miranda de Morais. “Por enquanto o movimento é pequeno, porque muitas pessoas ainda não sabem desta boa notícia. Os agentes de saúde estão informando e nós também, aqui na unidade. Logo essa procura vira rotina”.

Além de planejamento, a abertura de cada sala de vacina pede investimentos em capacitação e tecnologia. “É uma preocupação nossa, aproximar cada vez mais os serviços da população. Ter a vacinação perto de casa é mais conforto para as pessoas, mais facilidade para os pais manterem a imunização dos filhos em dia, para as gestantes também e mais possibilidade das equipes de saúde acompanharem as famílias de perto, um dos princípios da Estratégia de Saúde da Família”, avaliou Carlos Mosconi, secretário de Saúde.

Tornar o serviço de vacinação ainda mais acessível à população de todas as regiões da cidade, é um dos objetivos da ampliação. “Isso proporciona o aumento da cobertura e melhora o acesso. O acolhimento sempre é melhor nestas unidades em que os pacientes vão com frequência, isso reforça o vínculo com as equipes de saúde e todos ganham neste processo”, afirmou Camila Bacelar, coordenadora da Atenção Básica.

Diferentemente do atendimento nas unidades básicas que é feito por área de abrangência, no caso das salas de vacinas, não há restrição. Um morador do centro da cidade, por exemplo, pode se vacinar em uma sala da zona Sul e vice-versa. Mas é certo que criar novos postos de atendimento representa melhores resultados nas campanhas de vacinação, conforme explica Juliana Loro Ferreira, coordenadora da Vigilância Epidemiológica. “Sala de vacina é porta aberta e nós trabalhamos com oportunidade, inclusive para manter em dia os cartões de vacinação. Então, quanto mais salas de vacina no município, mais oportunidades nós criamos para o trabalho de imunização”.

A sala de vacina do Caio Junqueira foi aberta no final de agosto. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30. Com este novo ponto e a reabertura da sala de vacina no bairro São José, Poços tem 21 salas. Todas estarão abertas no próximo sábado, 16, para o Dia D Mobilização Nacional, das 8h às 17h. A ação faz parte da Campanha Nacional de Multivacinação que começou nesta segunda, 11 e vai até o próximo dia 22, com objetivo de atualizar os cartões de vacinação da faixa etária de 0 a menores de 15 anos. Até o final deste ano, estão previstas a abertura de mais duas salas de vacina em Poços: uma no Maria Imaculada e outra no Esperança.

No comments yet.

Leave a Reply